A Coleta - Filme sobre invasão nazista na França é arrebatador

, , 1 comment
Se você acha que a Segunda Guerra Mundial já rendeu filmes o suficiente para que ninguém se esqueça dela e de seus horrores, é importante pensar melhor. Há inúmeras histórias que podem ser contadas sob outros pontos de vista além daquele vindo de Hollywood. É o que acontece em A Coleta (La Rafle, França/Alemanha/Hungria, 2010), onde a diretora Rose Bosch leva às telas uma história pouco (ou nada) conhecida do conflito, acontecida durante a invasão nazista a Paris. O filme mostra o momento em que os alemães cobram dos franceses rendidos a entrega de 25 mil judeus moradores de Paris, simplesmente pelo fato de serem judeus.
É nesse contexto que vive Joseph Weismann, um menino judeu de onze anos, e sua família. Joseph (Hugo Leverdez) é um garoto feliz, que percorre as ruas do bairro pobre onde mora, correndo e brincando juntamente com seus amigos. A frágil felicidade do menino acaba no dia 16 de julho de 1942, quando tropas da polícia francesa chegam no bairro de madrugada, arrombando as portas das casas das famílias judias e levando-as prisioneiras para o velódromo de Hiv, onde ficariam por vários dias em condições deploráveis, sem água, comida nem o mínimo de higiene. No velódromo, a família de Joseph conhece Anette Monod (Mélanie Laurent, de Bastardos Inglórios), enfermeira da Cruz Vermelha, e o doutor David Sheinbaum (Jean Reno, do remake de A Pantera Cor-de-Rosa), médico judeu que também é prisioneiro ali, mas que aproveita o momento para ajudar as pessoas doentes, mesmo sem quase ter condições de trabalho no local.
Todos os desdobramentos do terrível confinamento das famílias no velódromo - a transferência para campos de concentração, as fugas e separações de pais e filhos - são mostrados de maneira contundente pela cineasta, que desenvolve os personagens de modo a fazer com que nos importemos com o destino de cada um deles.
Apesar disso, o roteiro - escrito também por Rose Bosch - ainda carece de certa coerência em vários momentos, que narram episódios sem mostrar como os mesmos se desenvolveram. A presença de Adolf Hitler e outros nazistas famosos no filme não se justifica, pois as cenas menos interessantes pertencem a estes personagens, que não mostram em nenhum momento a que vieram, nem contribuem para nenhum desdobramento maior da trama. Parece que Hitler está lá apenas para que nós o odiemos ainda mais, sem que se compreenda suas aparições esporádicas. Ainda assim, a própria dramaticidade da história contada colabora para tornar A Coleta um filme arrebatador. As atuações de Laurent e Reno, bem como dos elencos mirim e adulto coadjuvante, muito bem selecionados, não permitem que a atenção do espectador se perca. É inegável a emoção presente no triste clímax do filme, que, ao som de Chopin, descreve ao mesmo tempo a bondade de poucos e a maldade de muitos.

A Coleta não foi lançado no Brasil nos cinemas e permanece inédito em DVD, mas está em exibição no canal pago MAX.

Baixe o torrent e a legenda em português AQUI.

La rafle (2010) on IMDb

Para entrar no clima do filme, ouça Chopin aqui: