15 filmes que você não vai acreditar que não ganharam um Oscar

, , No Comments
Pode ter sido uma surpresa que Uma Aventura Lego, que conta a jornada de Emmet para derrotar o Senhor Negócios não tenha recebido sequer uma indicação ao Oscar deste ano, mas esta não foi a primeira vez que a Academia decepcionou os fãs, deixando um filme de alta qualidade de fora da festa. Nem será a última. Alguns dos filmes favoritos de inúmeras pessoas nunca foram lembrados na maior premiação do cinema mundial.
Você sabia que obras como King Kong (o filme de 1933), Janela Indiscreta e Clube da Luta não ganharam nada? Ou que um clássico do porte de A Felicidade Não se Compra sequer foi indicado? Nesta PopLista estão 15 filmes que fracassaram em impressionar os juízes votantes da Academia, mas não deixaram de maravilhar o público, que somos nós.

Edward Mãos de Tesoura (1990)

O filme: fantasia sombria de Tim Burton. Edward Mãos de Tesoura (Johnny Depp) escapa de seu castelo isolado e tenta se adaptar à vida na sociedade dos anos 1960.
Pelo menos foi indicado? Stan Winston recebeu uma indicação para Melhor Maquiagem, mas todos os outros da equipe ficaram de mãos abanando.
O que deveria ter ganhado: Melhor Maquiagem, com toda a certeza (maldito seja, Dick Tracy), e Depp teria sido uma escolha muito mais interessante do que Jeremy Irons (que ganhou como Melhor Ator por O Reverso da Fortuna, alguém se lembra? Pois é)

Psicose (1960)

O filme: Norman Bates vai ao limite neste clássico chocante, que abraça tudo, desde cross-dressing até assassinato a sangue frio.
Pelo menos foi indicado? Outra indicação a Melhor Direção para Alfred Hitchcock que ele não levou, enquanto Janet Leigh obteve uma negativa para Melhor Atriz Coadjuvante.
O que deveria ter ganhado: Leigh definitivamente merecia o ouro - ela transformou o que seria uma ladra de quinta em uma heroína errônea que não conseguimos evitar de torcer a seu favor.

Cidade de Deus (2002)

O filme: uma visão brutal e destemida da vida no Rio de Janeiro, onde dois garotos crescem para viver vidas diferentes. Um se torna jornalista, o outro traficante.
Pelo menos foi indicado? Não faltaram indicações para Cidade de Deus. O filme obteve quatro para Melhor Fotografia, Diretor, Roteiro e Edição. Foi para casa sem nada.
O que deveria ter ganhado: Melhor Diretor, facilmente.

Clube da Luta (1999)

O filme: o Narrador (Edward Norton) tem sua vida virada de cabeça para baixo por Tyler Durden (Brad Pitt), o fundador de um clube da luta clandestino.
Pelo menos foi indicado? Só uma indicação para Melhores Efeitos Especiais, que é meio que um chute nos dentes, considerando a quantidade de talentos envolvidos aqui.
O que deveria ter ganhado: Melhor Fotografia (é inegável que as imagens são de cair o queixo) ou Melhor Atriz Coadjuvante para Helena Bonham Carter.

Um Sonho de Liberdade (1994)

O filme: Adaptado da novela de Stephen King, conta a história do banqueiro Andy Dufresne (Tim Robbins), inocente aprisionado que tenta escapar da cadeia.
Pelo menos foi indicado? Apesar de fracassar nas bilheterias, o filme foi indicado para sete Oscars, incluindo Melhor Fotografia, Melhor Filme e Melhor Som.
O que deveria ter ganhado: Melhor Filme ou Roteiro Adaptado, mas nós achamos que Morgan Freeman era uma boa aposta para Melhor Ator, também.

King Kong (1933)

O filme: clássico e romântico filme de monstro, no qual a fera do título, naturalmente, rouba o show. E Ann Darrow.
Pelo menos foi indicado? Não. Filmes de monstro não eram exatamente levados a sério na época, não importa o quão marcantes eram. Ou o quanto fizessem você chorar.
O que deveria ter ganhado: Melhor Filme, com certeza. Alguém aí se lembra de Cavalcade, o filme que levou o Oscar naquele ano?

Janela Indiscreta (1954)

O filme: o fotógrafo Jeff (James Stewart) bisbilhota seus vizinhos durante seu período de recuperação com uma perna quebrada. Será que ele testemunhou um assassinato?
Pelo menos foi indicado? Hitchcock foi indicado para um Oscar seis vezes durante sua carreira, mas nunca levou o prêmio de Melhor Direção. Janela Indiscreta o deixou bem perto de ganhar, com uma indicação na categoria. Já é alguma coisa.
O que deveria ter ganhado: Melhor Direção, obviamente, embora Melhor Som também seria interessante - a aura sonora presente na paisagem do filme é fantástica.

A Felicidade Não Se Compra (1946)

O filme: o empresário deprimido vivido por James Stewart tenta o suicídio, para descobrir que vida teriam as pessoas que ele ama se não estivesse mais entre eles.
Pelo menos foi indicado? Cinco indicações (incluindo Melhor Filme e Direção), mas nenhum prêmio.
O que deveria ter ganhado: a atuação descontrolada de Stewart definitivamente deveria ter lhe valido o prêmio de Melhor Ator.

A Cor Púrpura (1985)

O filme: adaptado do romance de Alice Walker, o filme conta a história de Cecile (Whoopi Goldberg), uma jovem negra lutando contra o preconceito nos anos 1900.
Pelo menos foi indicado? 11 vezes, e não conseguiu nada, nadinha. E concorreu com Entre Dois Amores e, bem, Cocoon.
O que deveria ter ganhado: Whoopi Goldberg merecia aquele Oscar, então é uma vergonha que tenha perdido para Geraldine Page (por O Regresso para Bountiful). O figurino também merecia um agrado.

O Estranho Mundo de Jack (1993)

O filme: calafrios festivos do diretor Henry Selick, que apresenta uma história alternativa de Natal, na qual Halloweentown não compreende a época das festas.
Pelo menos foi indicado? Recebeu uma indicação para Melhores Efeitos Visuais, mas nada além disso. Talvez tenha sido ignorado por ser um pouco estranho (e sombrio) demais para a Academia.
O que deveria ter ganhado: "What's this?" poderia facilmente ter arrebatado o prêmio de Melhor Canção, enquanto Selick (que depois faria Coraline) sem dúvida merecia Melhor Direção, no mínimo por causa do trabalho exaustivo de criar tamanha maravilha em stop-motion.

O Profissional (1994)

O filme: a órfã Mathilda (Natalie Portman) é abrigada pelo assassino do título (Jean Reno), quando sua família é morta pelo policial maníaco de Gary Oldman.
Pelo menos foi indicado? Estranhamente, o filme de Luc Besson não recebeu uma única indicação. A gente não consegue em nada que poderia ter ofendido a Academia...
O que deveria ter ganhado: Melhor Ator para Oldman. É sério. Por que ele não ganharia?

Amnésia (2000)

O filme: Guy Pearce sofre de perda de memória de curto prazo, o que não o impedirá de caçar o homem que matou sua esposa.
Pelo menos foi indicado? Recebeu só duas indicações para Melhor Filme, Edição e Roteiro. Não exatamente uma consagração.
O que deveria ter ganhado: Melhor Edição, sem sombra de dúvida. Com sua narrativa não-linear, o filme ainda consegue contar a história a ponto de, quando os créditos finais sobem, você não se sente confuso, e sim em êxtase.

Ensina-me a Viver (1971)

O filme: o adolescente Harold (Bud Cort) faz amizade com a idosa Maude (Ruth Gordon) neste drama romântico nada convencional, que mostra como eles se tornam mais do que apenas amigos.
Pelo menos foi indicado? Não. Nada. Zero. O que é estranho, porque ele traz temas semelhantes a Amor, que recentemente obteve uma atenção magistral da Academia. Ter sido produzido décadas atrás deve ter feito a diferença, afinal de contas.
O que deveria ter ganhado: Ruth Gordon foi assaltada! Ele merecia o prêmio de Melhor Atriz por sua atuação perturbadoramente charmosa.

Conta Comigo (1986)

O filme: quatro amigos saem em uma missão para encontrar o corpo de um garoto desaparecido.
Pelo menos foi indicado? Raynold Gideon e Bruce A. Evans receberam uma indicação pelo roteiro (adaptado de um conto de Stephen King), mas nenhum outro membro da equipe foi lembrado.
O que deveria ter ganhado: Melhor Roteiro Adaptado, obviamente, embora o fato de que nenhum dos jovens e talentosos astros tenha sido sequer lembrado seja uma vergonha. River Phoenix em particular poderia facilmente ter recebido o prêmio.

Luzes da Cidade (1931)

O filme: um filme mudo que merecia todos os prêmios, mesmo sendo lançado em um tempo em que o cinema falado estava explodindo, esta linda comédia segue Carlitos (Charlie Chaplin) enquanto ele se apaixona por uma florista cega.
Pelo menos foi indicado? Não. Como Hitchcock, Chaplin nunca chegou nem perto da Academia.
O que deveria ter ganhado: Melhor Filme. Cimarron (oi?) levou naquele ano, o que faz com que a gente tenha a certeza que alguns membros da Academia estão se revirando no túmulo, de vergonha. Felizmente, a obra de Chaplin resistiu ao tempo. Quem precisa de Oscar, afinal de contas?